This site uses cookies to store information on your computer. Learn more x

1.000 dias de atenção e carinho para uma vida saudável

O período de gestação e os primeiros anos de vida da criança são fundamentais para a formação de um adulto saudável. Nessas fases, o cuidado com a alimentação é fundamental. A Organização Mundial da Saúde (OMS) vem demonstrando uma preocupação especial com esse assunto. Tanto assim, que para cumprir as metas estabelecidas pela Assembleia Mundial da Saúde (AMS) em relação à nutrição materna e infantil, a OMS, em colaboração com a 1.000 Dias, uma organização sem fins lucrativos, têm desenvolvido uma série de posicionamentos e elaborado diversas recomendações para incentivar ações e políticas nessa área.

Essas medidas têm como alvos a redução das taxas de baixo peso ao nascer, de déficit de crescimento, da anemia e de excesso de peso entre as crianças, além da promoção do aleitamento materno exclusivo, nos primeiros seis meses de vida.

Amamentar é uma forma insubstituível de fornecer a alimentação ideal para os bebês. Durante o aleitamento materno, as crianças recebem das mães os nutrientes essenciais para seu pleno crescimento e desenvolvimento. Passados os primeiros seis meses, é preciso atenção especial com a dieta complementar a ser introduzida.

Porém, uma nutrição adequada, mesmo durante a gravidez, também é muito importante. Estudos científicos mostraram que a alimentação da gestante pode ser determinante para o desenvolvimento de doenças como obesidade e diabetes no futuro adulto.

Outro estudo revelou resultados bastante interessantes: a ingestão adequada de um determinado nutriente, pela mãe, pode influenciar a inteligência de seus filhos. Constatou-se que mulheres que tomaram suplementos com óleo de peixe, rico em DHA – um ácido graxo essencial polinsaturado ômega-3 – durante a gestação e lactação, tiveram crianças que, aos 4 anos, pontuaram mais em testes para mensurar QI – Quociente de Inteligência – quando comparadas às crianças cujas mães não receberam suplementação.

A DSM possui um amplo portfólio de nutrientes de alta qualidade. Essa variedade pode ser a base para a criação de soluções de saúde eficientes, inovadoras e seguras, pensadas para cada uma das diversas fases dos primeiros 1000 dias de vida.

A suplementação das gestantes e a fortificação dos alimentos para a primeira infância com DHA, carotenoides, vitamina A, cálcio e outros nutrientes essenciais podem ajudar a minimizar carências nutricionais nos primeiros 1000 dias. Esses elementos são fundamentais não só para o desenvolvimento normal do cérebro, estabelecendo as fundações para o futuro cognitivo, a capacidade social e o sucesso escolar, mas também para a saúde da visão, dos ossos e do sistema de defesa.

Investir em suas crianças é a atitude mais inteligente de um país. Os primeiros 1.000 dias oferecem uma janela única de oportunidade que possibilita à nutrição contribuir para moldar um futuro melhor e mais saudável.

Referências:

DSM, Talking Nutrition. Childhood Stunting: First1000 days and Thereafter. Disponível em: http://www.dsm.com/campaigns/talkingnutrition/en_US/talkingnutrition-dsm-com/2014/06/childhood_stunting.html

PRADO E, DEWEY K. Insight: Nutrition and brain development in early live. Washington DC: AT Technical Bried, 2012. Disponível em: http://thousanddays.org/wp-content/uploads/2013/03/Technical-Brief-4-Nutrition-and-brain-development-in-early-life-2.pdf

GODFREY KM, LILLYCROP KA, BURDGE GC, GLUCKMAN PD, HANSON MA. Epigenetic mechanisms and the mismatch concept of the developmental origins of health and disease. Pediatric Research, 2007. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17413851

HELLAND IB, SMITH L, SAAREN K, SAUGSTAD OD, DREVON CA. Maternal Supplementation with Very-Long-Chain n-3 Fatty Acids During Pregnancy and Lactation Augments Children s IQ at 4 years of age. Pediatrics, 2003. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12509593