This site uses cookies to store information on your computer. Learn more x

DSM em Nutrição Animal

Produtores são premiados pela qualidade do leite

09 nov 2017 11:00 CET

Tortuga | DSM premia os vencedores do programa “Qualidade do Leite Começa Aqui!” que avaliou a produção de quase 500 mil vacas, de mais de 7,5 mil produtores, de bacias leiteiras de todo o Brasil.

Novembro de 2017 – Ao comemorar seis anos, o Programa Qualidade do Leite Começa Aqui!, da Tortuga | DSM, empresa referência em suplementos nutricionais para ruminantes, bateu todos os recordes este ano ao avaliar a produção de 496.897 vacas, um rebanho 216,5% superior (mais que o triplo) ao da edição do ano passado. O número de propriedades inscritas também deu um grande salto, crescendo de 2.159 para 7.523 unidades produtivas (aumento de 248,5% - também mais que o triplo) de bacias leiteiras de todo o País; quando o programa começou, em 2012, foram avaliadas 15.000 vacas, de 235 propriedades.

 

Ao avaliar a produção deste grande número de vacas com foco na qualidade, a equipe de especialistas da Tortuga | DSM identificou os vencedores do Prêmio “Qualidade do Leite Começa Aqui!”, conhecidos em um jantar especial realizado em Indaiatuba (SP), em 8 de novembro. Desta forma, a empresa mantém firme o propósito de estimular iniciativas de pecuaristas que pautam suas atividades na alta qualidade e também reconhece a aplicação de tecnologias que incrementam o desempenho das vacas e a rentabilidade da produção.

 

Depois da realização das etapas regionais, duas em Minas Gerais, Paraná, São Paulo e uma em Santa Catarina, Nordeste, Goiás e Rio Grande do Sul, os vencedores nacionais da categoria “Qualidade do Leite” foram Óscar Ludovico de Bastiane (Holandês), Elaine Simonetto Sarda (Jersey) e Silvano Emidio da Silva (Animais Cruzados). Na categoria “Quantidade e Qualidade do Leite”, os vencedores nacionais foram Francisco Bastos de Miranda (Jersey), Carlos Augusto Delezuk (Holândês) e Williams e Cia. Pecuária (Animais Cruzados). E, entre as cooperativas participantes, a vencedora foi a Copérdia.

 

Tecnologia e qualidade premiadas

 

Os vencedores são identificados conforme critérios técnicos que contribuem para aumentar o rendimento industrial e que já são levados em consideração em várias plantas captadoras para melhorar a renumeração dos produtores, como baixo teor de células somáticas e altos teores de proteína e gordura. “Produzir leite de maneira segura, com alto teor de proteína e gordura e com baixo nível de células somáticas é um dos principais desafios da pecuária leiteira do Brasil”, completa o gerente técnico de gado de leite da Tortuga | DSM, Rodrigo Costa.

 

Com base nestes critérios, o programa avalia a produção em etapas regionais de forma separada por raça (Holandês, Jersey e Animais Cruzados – Girolando e Guzolando) e em duas categorias: qualidade do leite produzido e qualidade e quantidade da produção. Nas avaliações, todos os participantes têm os dados coletados a cada 15 dias, além de submeterem a produção a testes feitos em laboratórios reconhecidos ou das próprias plantas captadoras.

 

Entretanto, a Tortuga | DSM ressalta que um dos fatores fundamentais para elevar a qualidade do leite é a aplicação dos recursos tecnológicos disponíveis, como os suplementos nutricionais da empresa que estão à disposição dos produtores e que têm efeito no teor de sólidos e na quantidade de células somáticas presentes no leite, além de melhorar a produtividade e os índices zootécnicos dos animais. Com isso, os vencedores nacionais, além de receberem o “Certificado de Qualidade Superior do Leite”, também ganham uma tonelada dos produtos da linha Bovigold®, que combinam os aditivos CRINA® e RumiStarTM aos Minerais Tortuga com objetivo de elevar a produção das vacas – até aquelas que já têm alto desempenho.

 

O CRINA® é composto por uma combinação de óleos essenciais que proporciona maior eficiência alimentar às vacas e substitui os antibióticos na nutrição dos animais. Já o RumiStar™ é a primeira enzima utilizada na nutrição de ruminantes e promove maior digestão do amido e da dieta como um todo. Combinado com os Minerais Tortuga, que são de alta biodisponibilidade, e às vitaminas em níveis OVN® (Optimum Vitamin Nutrition), um conceito da DSM desenvolvido para otimizar o desempenho animal, este pacote tecnológico traz, além melhor saúde e o bem-estar aos animais, maior produtividade e lucro ao produtor.

 

“Os produtos da linha Bovigold® foram desenhados para entregar maior retorno sobre o investimento ao produtor, com destaque para os efeitos sinérgicos das tecnologias para cada nível de produtividade e fase dos animais, gerando maiores eficiência e produção de leite e com melhora da qualidade do produto final pelo aumento da quantidade dos níveis de proteína e gordura. Ou seja, são soluções alinhadas às exigências de competitividade e qualidade da pecuária de leite moderna e da indústria”, conta o gerente.

 

Confira os produtores premiados pela qualidade do leite!

 

QUANTIDADE + QUALIDADE DO LEITE

RAÇA

POSIÇÃO

CRIADOR

REGIÃO

 

Holandês

Carlos Augusto Delezuk

Paraná

Darci Sartori Lewe (Agropecuária Lewe)

Rio Grande do Sul

Caroline Seibt e Outros (Faz. Três Pontas)

Oeste de Minas Gerais

 

Jersey

Francisco Bastos de Miranda

Paraná

Rafael Dall Acqua

Santa Catarina

Rosana Mozer (Sítio Maranata)

Paraná/Mato Grosso do Sul

 

Cruzados

Williams e Cia. Pecuária (Kiwi Pecuária)

Goiás

Ronaldo Duarte Silva (Faz. Cruzeiro)

Oeste de Minas Gerais

João Hilarino de Castro (Faz. Paul de Óleo)

Leste de Minas Gerais

 

QUALIDADE DO LEITE

RAÇA

POSIÇÃO

CRIADOR

REGIÃO

 

Holandês

Óscar Ludovico de Bastiane

Paraná

Beatriz Sanchez Malo Sacchett (Faz. Sta. Ercília)

São Paulo

Inelson Enir Fiorezi e Andrea Fiorezi

Rio Grande do Sul

 

Jersey

Elaine Simonetto Sarda

Paraná

Nelson Ziehlsdorff

Santa Catarina

Rosana Mozer (Sítio Maranata)

Paraná/Mato Grosso do Sul

 

Cruzados

Silvano Emídio da Silva (Faz. Sta. Margarida)

São Paulo

Elzo Divino Ferreira Cezario

Oeste de Minas Gerais

Ailton Ribeiro Araújo

Paraná/Mato Grosso do Sul

 

POSIÇÃO

COOPERATIVAS

REGIÃO

COOPERADOS PARTICIPANTES

Copérdia

Santa Catarina

1.319 produtores

Cooprata

Oeste de Minas Gerais

822 produtores

Cooperativa A1

Santa Catarina

618 produtores

 

Logo