This site uses cookies to store information on your computer. Learn more x

DSM na América Latina

Fábrica que vai revolucionar a nutrição animal é inaugurada nos EUA

05 jun 2018 19:45 CEST

Instalação vai produzir óleo de algas marinhas concentrado e reduzir a necessidade da pesca de peixes silvestres nos oceanos
file

A Veramaris, joint venture entre a DSM e a Evonik, que revolucionará a aquicultura com seu óleo ômega-3 sustentável a partir de algas marinhas naturais, celebrou um importante marco na construção de sua nova unidade de produção em Blair, Nebraska. Na presença do vice-governador do Estado, Mike Foley, da direção da Veramaris e das duas controladoras, foi realizada a cerimônia de inauguração, em 4 de junho de 2018.

A construção da instalação de US$ 200 milhões está progredindo no prazo e de acordo com o cronograma. Quantidades comerciais de óleo de algas estarão prontas para entrega em meados de 2019. Volumes em escala piloto já estão sendo fornecidos a produtores de rações selecionadas e agricultores para o desenvolvimento do mercado.

“Nosso óleo de algas é a resposta ao chamado da indústria por uma fonte sustentável de ácidos graxos ômega-3 EPA e DHA. A proveniência conhecida de todas as matérias-primas usadas em nosso processo torna o produto totalmente rastreável”, disse o CEO da Veramaris, Karim Kurmaly.

Até recentemente, os ácidos ômega-3 EPA e DHA adicionados à alimentação animal eram quase exclusivamente de origem marinha. Atualmente, 16 milhões de toneladas de peixes silvestres são capturados nos oceanos para produzir óleo e farinha de peixe. Com a ajuda de algas marinhas naturais, a Veramaris contribui para o fechamento da lacuna oferta-demanda de ômega-3 EPA e DHA, enquanto ajuda a conservar a vida marinha e a biodiversidade nos oceanos.

Inicialmente, a capacidade de produção anual da planta de Nebraska atenderá aproximadamente 15% da demanda atual de EPA e DHA pela indústria global de aquicultura de salmão. A Veramaris usa açúcar de origem local em seu processo de fermentação. A cepa de algas, Schizochytrium, que é aplicada, tem a vantagem de produzir os ácidos graxos essenciais ômega-3 EPA e DHA e o óleo resultante tem uma concentração superior a 50%.

O óleo de algas altamente concentrado da Veramaris permitirá, pela primeira vez, que a indústria de nutrição animal acompanhe a crescente demanda por esses dois ácidos graxos ômega-3 essenciais, sem depender do óleo de peixe obtido de estoques de peixes selvagens.

“A matéria-prima para esta tecnologia disruptiva da Veramaris vem do coração da agricultura americana. O milho de Nebraska ajuda a conservar a vida marinha no oceano. Esta é uma história maravilhosa e desejo à Veramaris tudo de melhor para tornar a aquicultura mais sustentável”, disse o vice-governador do Nebraska, Mike Foley.

Para impulsionar uma mudança positiva na produção de alimentos e no consumo de alimentos, a Veramaris está trabalhando com todos os elos da cadeia de valor, incluindo produtores de rações, agricultores, varejistas e ONGs. Alguns trabalhos pioneiros de colaboração têm permitido que os principais agentes do mercado de aquicultura aumentem a oferta de salmão em dietas totalmente isentas de ingredientes marinhos, utilizando o óleo de algas da Veramaris como um substituto completo do óleo de peixe.