TRABALHE COM MAIS INTELIGÊNCIA – soluções “adequadas para a finalidade” atendendo demandas cada vez maiores no mercado de elevação de cargas pesadas

O mundo do levantamento de cargas pesadas nunca foi tão complexo e tecnicamente exigente. O aumento na pressão relacionada aos custos pode comprometer a segurança e a confiabilidade dos acessórios de içamento utilizados, como as eslingas. Através de uma abordagem adequada para a finalidade, uma solução economicamente viável pode ser fornecida sem concessões. Uma forma de trabalhar com mais inteligência com Dyneema®. .

Se uma eslinga não for resistente o bastante, ela poderá falhar durante o uso, mas utilizar uma eslinga que seja mais resistente do que o necessário, enquanto teoricamente protege o usuário de cargas inesperadas, uso indevido e degradação, não é garantia de maior segurança e melhor relação custo-benefício. Os usuários devem considerar se ela é “adequada para a finalidade” e se esta é a forma mais inteligente de trabalhar?

Mais informações = eslingas mais bem projetadas

Um fator de design 5:1 nos EUA e um fator de design 7:1 na Europa são os valores mais comuns selecionados para eslingas em operações gerais de içamento. Para operações de elevação “projetadas”, como içamento (submarino) em ambientes offshore, o fator pode ser de apenas 3,38.

Quanto mais os projetistas/engenheiros sabem sobre o uso em potencial de uma eslinga e as restrições sobre as condições desse uso, como em operações de içamento “projetadas”, mais recursos eles terão para incorporar essas necessidades nas eslingas que são fornecidas e utilizadas. Com uma compreensão melhor, um fator de design pode ter efetivamente reduzido com foco na finalidade e na funcionalidade das eslingas, sem comprometer a segurança e a confiabilidade.

Colocando em prática o conceito de “adequação para a finalidade”

Os requisitos funcionais e operacionais, e o uso pretendido fornecem informações relevantes para o desenho, a manufatura, os testes e o uso de eslingas em operações de elevação “projetadas”. Portanto, não se trata apenas de atingir uma determinada resistência inicial e/ou valor de carga de prova.

A abordagem “adequada para a finalidade” desafia o método tradicional de “fator de design” e implica mais do que simplesmente verificar a resistência de ruptura mínima e/ou as características de carga de prova. Com frequência, esta é a única “verificação” realizada no mercado hoje antes da entrega das eslingas para o usuário.

OBSERVAÇÃO: “verificação” não é o mesmo que “certificação”, embora os documentos emitidos pelas autoridades de certificação que descrevem esta verificação sejam chamados “certificados”. A verificação é exclusivamente voltada para as propriedades dos produtos com base na engenharia, na manufatura e na integração dos componentes antes da entrega ao usuário. A certificação se concentra nesses aspectos, bem como na aplicação, operação e manutenção na fase de uso. Sendo assim, o foco da certificação é a “vida útil”. Há mais de uma forma de certificar uma solução!      

Um exemplo de uma abordagem “adequada para a finalidade”, testemunhado e certificado pela DNV GL, foi implementado pela LankhorstRopes. Os resultados de um programa, avaliando um cabo de fibra sintética de alto desempenho fabricado com Dyneema® SK78 (uma classificação de fio certificada pela DNV GL) em condições de testes realistas, foram apresentados durante a 24th International Offshore Crane & Lifting Conference realizada recentemente em Stavanger.

A partir das evidências disponíveis, as eslingas fabricadas com Dyneema® SK78 podem ser projetadas e usadas com fatores de design de apenas 2,79(!). NÃO apenas ao verificar uma carga de prova e/ou carga de ruptura! Trabalhando, então, com mais inteligência, sem que os usuários tenham de comprometer a segurança ou a confiabilidade, reduzindo significativamente os custos por eslinga. 

Mais leve, mais resistente e mais eficiente - trabalhe com mais inteligência 

A indústria agora está aderindo a uma transformação em soluções leves de elevação de carga. A razão resistência/peso excepcional das soluções sintéticas fabricadas com Dyneema® reduzem significativamente o peso e o tamanho dos equipamentos, e o respectivo esforço exigido das equipes. Equipamentos de elevação de carga sintéticos comprovadamente fabricados com Dyneema® são até oito vezes mais leves do que o aço com a mesma resistência. Nesta era de concorrência e inovação acirradas em elevação de cargas pesadas, trabalhar com mais inteligência faz diferença.

Na DSM – os fabricantes da fibra Dyneema® – estamos apoiando a indústria ao descobrir formas mais inteligentes de trabalhar. Nossas soluções sintéticas leves são uma alternativa aos materiais mais tradicionais, fornecendo soluções “adequadas para a finalidade” a fim de permitir elevações que abrangem desde cargas pequenas até as cargas maiores, mais complexas e mais ambiciosas do mundo. O conhecimento e a compreensão da DSM, de matérias-primas a aplicações, suas classificações de fio certificadas pela ABS, BV e DNV GL, seu modelo de desempenho (fluência) qualificado de tecnologia da DNV GL, serviços de suporte e testes rigorosos, estão à disposição para trabalhar com mais inteligência com Dyneema®.

Compartilhar

Publicado

Artigos relacionados

This site uses cookies to store information on your computer.

Saiba mais