dyneema

A DSM anuncia parceria com a SABIC e a UPM Biofuels para produzir Dyneema® de base biológica

Geleen (Países Baixos), 12 de março de 2020

A Royal DSM, uma multinacional baseada em ciência que atua nas áreas de Nutrição, Saúde e Vida Sustentável, a SABIC, líder global na indústria química, e a UPM Biofuels, importante fabricante de matérias-primas sustentáveis, anunciaram hoje uma parceria que ajudará a reduzir a pegada ambiental de Dyneema®, a fibra mais resistente do mundo. Com a colaboração, Dyneema® fará a transição para a matéria-prima de base biológica ao tirar proveito das inovadoras soluções TRUCIRCLE™ da SABIC para produtos renováveis certificados. Dessa forma, a DSM está cumprindo seu compromisso de melhorar a pegada de sustentabilidade de Dyneema®, avançando para uma economia circular de base biológica.

Em dezembro de 2019, a DSM anunciou objetivos de sustentabilidade ambiciosos para suas fibras Dyneema® de alto desempenho. Essa nova parceria representa um passo importante para alcançar o objetivo de que pelo menos 60% de sua matéria-prima seja proveniente de base biológica até 2030. A transição para a matéria-prima de base biológica preservará as propriedades exclusivas de Dyneema®, permitindo que os clientes adotem uma solução mais sustentável sem comprometer a eficiência do processo ou o desempenho do produto final. O material de base biológica Dyneema® terá a certificação ISCC Plus internacionalmente reconhecida e não exigirá requalificação dos produtos derivados. Dyneema® de base biológica estará disponível em abril de 2020.

A UPM Biofuels produz a UPM BioVerno, matéria-prima de base biológica a partir do resíduo do processamento de celulose. Em seguida, é processada pela SABIC para produzir etileno renovável sob seu guarda-chuva de soluções TRUCIRCLE™. A TRUCIRCLE™ inclui produtos renováveis certificados, especificamente resinas e produtos químicos produzidos a partir de matéria-prima de base biológica que não estão em concorrência com a cadeia alimentar e ajudam a reduzir as emissões de carbono. Ao empregar essa abordagem de balanço de massa[1], a DSM tem condições de produzir a fibra Dyneema® de base biológica que entrega durabilidade e desempenho consistentes com menor impacto ambiental. A nova parceria ressalta o compromisso da DSM de trabalhar em estreita colaboração com parceiros e fornecedores para viabilizar uma cadeia de valor mais sustentável.

Wilfrid Gambade, presidente da DSM Materiais de Proteção: “Ao firmar parceria com a SABIC e a UPM Biofuels, estamos dando um próximo passo importante em nossa jornada de sustentabilidade e fazendo nossa indústria migrar de recursos convencionais para sustentáveis. Ao aprimorar o impacto dos nossos materiais, em conjunto com nossos parceiros, estamos ajudando a proteger tanto as pessoas quanto o meio ambiente em que elas vivem. Dessa forma, estamos usando a incrível ciência para promover vidas mais incríveis”.

Mark Vester, líder de economia circular na SABIC, afirmou: “Realmente acreditamos que a colaboração e a inovação verdadeiras gerarão uma mudança positiva. Com nossa iniciativa TRUCIRCLE, estamos mais comprometidos do que nunca em encerrar o ciclo de plásticos usados em 2020. Estamos muito contentes com a parceria com a DSM e a UPM Biofuels, que representa um passo a mais para transformar a cadeia de valor e criar uma economia circular, transparente e sustentável”.

Juha Rainio, diretor de vendas e marketing na UPM Biofuels: “Temos o compromisso de substituir a matéria-prima baseada em recursos fósseis por matéria-prima renovável. Essa colaboração com a SABIC e a DSM é um excelente exemplo de um futuro para além dos recursos fósseis, constituindo um indicador-chave para a UPM daqui em diante”.

Contabilidade de balanço de massa é uma abordagem bastante conhecida que foi elaborada para rastrear o fluxo de materiais por meio de uma cadeia de valor complexa. A abordagem de balanço de massa fornece um conjunto de normas que estabelecem como alocar o conteúdo de base biológica e/ou reciclado para diferentes produtos a fim de que seu conteúdo possa ser identificado e comercializado como “de base biológica” ou “reciclado”. Fonte: Ellen MacArthur Foundation (artigo sobre balanço de massa).