Uma nova era de energia eólica: por dentro dos projetos mais ambiciosos do mundo de levantamento de carga pesada

40 monoestacas completas, 120 partes que pesam até 2.400 toneladas cada. Prazos apertados. Condições árduas. Sem comprometer a segurança.

Conforme o mercado de energias renováveis continua a crescer, o alcance e a escala da geração de energia eólica aumentam. Parques eólicos maiores e mais eficientes significam estruturas maiores, com instalações de turbinas eólicas que pesam milhares de toneladas cada.

O parque eólico da costa de Yunlin é um desses novos projetos de megainfraestrutura. Yunlin, um projeto de 640MW situado a 8 km da costa oeste de Taiwan, será um dos maiores do país quando for concluído. A construção está em curso no momento, mas um dos elementos mais cruciais do projeto está sendo realizado a mais de 9.000 km de distância, no norte da Alemanha.

Realizar a transição de energia

É 1h da manhã no litoral do Mar do Norte congelante e castigado pelo vento em Steelwind Nordenham, local de produção de algumas das maiores monoestacas do mundo. A imponente fábrica domina a linha do horizonte local e atende a parques eólicos em todo o mundo.

Dentro da unidade, as monoestacas são fabricadas a partir de placas de aço de alta resistência e, após terem sido concluídas, foram movidas para a doca de carregamento ao lado da fábrica de Steelwind. É aqui que guindastes enormes se preparam para elevar as monoestacas e colocá-las em navios para serem transportadas pelo mar.

Mover essas estruturas gigantescas exigem elevações com precisão projetada. Cada uma delas apresenta um conjunto de desafios único para as equipes de elevação, que estão em constante movimento na doca fazendo pequenos ajustes que garantirão a segurança da carga e da equipe. Com o vento e a chuva violentos ao seu redor, eles confiam em suas ferramentas, equipamentos e uns nos outros para atender os prazos rigorosos do projeto sem comprometer a segurança.

Segurança acima de tudo

O dr. Hubo, diretor administrativo e fundador da Steelwind Nordenham, presta atenção na doca de carregamento. “Nossas monoestacas têm dimensões muito grandes. Diâmetros de até 11 metros, comprimentos de até 90 metros e pesos de até 2.400 toneladas em uma única peça”, diz ele.

“Os principais desafios são o manuseio de pesos tão grandes de maneira segura. Isso é a maior prioridade porque temos processos de carregamento muito rápidos e, portanto, precisamos de operações completamente seguras”. Dr. Hubo, diretor administrativo da Steelwind Nordenham

O projeto Yunlin tem um conjunto de prazos apertados, o que significa que há pressão para realizarmos processos de elevação eficientes e sem problemas. Como Yunlin terá 80 turbinas, a fabricação e transporte das monoestacas ocorrerá o ano todo. Isso significa que as elevações estão ocorrendo em condições climáticas desafiadoras e variáveis.

Além disso, por causa das marés na unidade de Nordenham, há janelas de operação estreitas e específicas durante as quais os imensos navios de transporte necessários para esse tipo de trabalho podem ser carregados com segurança, antes de partirem com sua carga enorme e pesada.

Fornecer a ligação vital

“Em projetos de elevação desta escala, o mais importante é a conexão entre o gancho do guindaste e a monoestaca”, diz Patrick van der Veen, responsável pelas operações e engenharia da Lift-Tex, a fabricante de eslinga para elevações de cargas pesadas do projeto Yunlin. Patrick ignora o frio enquanto inspeciona as eslingas de sua empresa, garantindo que elas estejam bem justas em volta da monoestaca imensa que faz ele e os trabalhadores próximos aparentarem ter sido encolhidos.

“Usamos eslingas redondas Extreema® nesse projeto. Ele exigirá a elevação de 40 monoestacas completas e 120 partes, então é preciso ter eslingas confiáveis. É por isso que escolhemos Dyneema® SK78. Ela tem qualidade alta e consistente e uma vida útil longa que garante a segurança do trabalho. Com Dyneema®, é possível fazer um produto de elevação muito leve. Isso significa uma grande economia de tempo e energia quanto ao manuseio, e menos peso adicionado à carga do guindaste”.

Eslingas leves significam que as equipes de elevação podem manuseá-las facilmente para colocá-las na posição correta em volta da monoestaca, sem a necessidade de equipamento especializado e sem danificar a carga. Isso acelera muito o processo, já que as eslingas precisam ser posicionadas em locais exatos da monoestaca de 90 metros para garantir uma elevação segura e eficiente. Essa facilidade de uso também alivia a carga dos trabalhadores, levando a melhores resultados de segurança para a equipe de elevação.

“A Dyneema® SK78 também é a melhor opção graças à sua durabilidade e confiabilidade”, afirma Patrick. “A vida útil esperada de uma eslinga depende do projeto e do uso de uma aplicação de elevação, mas para a Steelwind, a partir de pesquisas e da colaboração com a DSM, estimamos que é possível realizar pelo menos 3.500 içamentos.

“Para este tipo de operação de içamento exigente, eu só recomendaria Dyneema® SK78.” Patrick van der Veen, gerente de operações da Lift-Tex Industrie B.V.

Há um motivo para ser a melhor da categoria

As eslingas de elevação de carga fabricadas com Dyneema® apresentam bom desempenho em comparação com materiais alternativos e oferecem uma série de outras vantagens, afirma Judith Bosch, gerente de aplicações para DSM Materiais de Proteção. “A fibra Dyneema® tem um desempenho UV excelente”, afirma ela, “e cumpre sua função em regiões com temperaturas baixas e altas variando de -40° C a 70° C. Se você estiver em dúvida sobre o desempenho de Dyneema® em temperaturas elevadas, temos Modelos de Desempenho que podem fazer cálculos para qualquer aplicação e região.”

“Ao escolher Dyneema®, também é possível obter benefícios de sustentabilidade. Sim, as aplicações têm uma vida útil prolongada, mas denominamos essa característica como a resistência mais ecológica porque temos a menor pegada de carbono por resistência unitária. Além disso, podemos produzir Dyneema® de base biológica, com o compromisso de que 60% da produção será proveniente de matéria-prima sustentável até 2030.”

A peça central, porém, é o desempenho: quando ele faz diferença e desde o primeiro içamento. Judith explica que “Dyneema® é oito vezes mais leve do que o aço, tornando o manuseio muito menos cansativo”.

“Em comparação com o poliéster, é mais compacta, com um terço do peso e metade do diâmetro, facilitando manusear e sendo mais adequado para o equipamento em questão. Além disso, apresenta menos distensão, o que é muito importante nestas condições em que o posicionamento preciso é exigido. Ao considerar outros HMPE, as eslingas fabricadas com Dyneema® têm pelo menos o dobro da vida útil.

“Graças à combinação de confiabilidade e vida útil extensa, as aplicações de elevação de carga fabricadas com Dyneema® devem ser consideradas ativos altamente valiosos, e não consumíveis.” Judith Bosch gerente de aplicações para DSM Materiais de Proteção

Garantir a entrega

Agora são 2h da manhã, começou a nevar e a doca está começando a esvaziar à medida que a maré muda e o prazo para deslocar essas peças enormes para o navio se aproxima. Com prazos tão apertados e condições climáticas difíceis, tudo deve funcionar como um relógio, cada profissional deve estar pronto a todo momento e cada peça do equipamento deve funcionar perfeitamente.

Sem essa confiança, na equipe e em suas ferramentas, projetos de içamento pesados desse tipo seriam impossíveis e a promessa de uma nova era de energia eólica pareceria muito distante.

×

Como podemos ajudar?

Entre em contato com nossos especialistas. Obtenha orientação sobre como Dyneema® pode otimizar seu negócio.