Enfrentando as adversidades para resgatar um graneleiro encalhado em águas perigosas

Águas rasas. Ondas de oito metros. Um graneleiro encalhado


Visão geral:

  • Após o graneleiro MV Benita encalhar a caminho de Durban, as águas rasas e ondas enormes impossibilitaram os esforços iniciais de resgate
  • Com o mau tempo impedindo a aproximação dos rebocadores a uma distância suficiente para amarrar cabos de aço para reboque, a única opção era transportar os cabos de helicóptero
  • A Dyneema® se mostrou a opção óbvia para a complicada operação de salvamento – leve o suficiente para transportar e manusear com facilidade, mas resistente o bastante para fazer a imensa embarcação flutuar novamente

Depois que o MV Benita, um graneleiro que viajava com destino à cidade sul-africana de Durban, ficou encalhado em 17 de junho de 2016, a Five Oceans Salvage foi chamada para garantir que a vítima voltasse a flutuar após remover as 145 toneladas de combustível que estavam a bordo do navio. Em virtude das condições adversas, os cabos fabricados com Dyneema® eram a única opção suficientemente resistente e leve para ajudar a embarcação a flutuar outra vez.

Five Oceans Salvage

Com sede na Grécia, a Five Oceans Salvage (FOS) é uma multinacional que presta serviços de salvamento, reboque, remoção de destroços e resposta a emergências com operações no mundo todo desde 2007.

Enfrentando as adversidades

Após o incidente do encalhamento, a FOS foi chamada para auxiliar nos esforços de salvamento, juntamente com o suporte da seguradora do proprietário do navio e as autoridades das Ilhas Maurício. O principal objetivo da operação era manter a embarcação na posição em que havia encalhado, impedindo-a de encalhar ainda mais, e, ao mesmo tempo, remover o combustível a bordo. Os esforços foram complicados ainda mais porque o Benita estava localizado no topo de um recife, onde se formavam ondas de quatro a oito metros, impossibilitando a aproximação dos rebocadores de salvamento pelo mar.

A localização intransponível do MV Benita complicou ainda mais os esforços de resposta.

Ambos os rebocadores de salvamento da FOS estão equipados com cabos de reboque de aço de 64 mm. No entanto, como o Benita estava encalhado, não havia energia na embarcação e as águas rasas nos arredores impediam que os rebocadores de salvamento se aproximassem a menos de 200 metros do navio. Sem energia no lado da embarcação receptora, a única opção para a equipe de salvamento conectar os reboques à vítima e manter a posição do Benita para que ele voltasse a flutuar era usando cabos fabricados com Dyneema® - leves o bastante para serem manuseados pela equipe de salvamento e transportados de helicóptero.

Mau tempo complica os esforços de reflutuação

O clima se mostrou um desafio contínuo ao longo dos esforços de reflutuação. Na verdade, dois rebocadores permaneceram conectados ao Benita o tempo todo para assegurar que ele não encalhasse ainda mais.

“Como o mau tempo impediu nossa aproximação à embarcação, a única opção era transferir cabos para o navio de helicóptero”, afirma o Capitão Kyriakos Goudas, mestre de cabotagem. “Os cabos fabricados com Dyneema® foram a escolha óbvia; leves o suficiente para o trabalho, ao mesmo tempo em que fornecem a resistência de que precisávamos para os esforços de reflutuação.”

A equipe conseguiu conectar os cabos à embarcação sem complicação, graças ao peso leve e à facilidade de manuseio.

A Dyneema® oferece uma solução de baixo peso

As propriedades inerentes da Dyneema®, a fibra mais resistente do mundo™, torna os cabos fabricados com Dyneema® tão resistentes quanto o aço, porém sete vezes mais leves, permitindo o manuseio mais rápido e mais seguro. Além disso, os cabos fabricados com Dyneema® são mais duráveis, resistentes à UV e apresentam desempenho extraordinário mesmo em condições extremas.

“A facilidade de manuseio dos cabos fez toda a diferença nos esforços de reflutuação”, afirma Goudas. “Os cabos fabricados com Dyneema® agilizaram a operação sem comprometer a segurança da minha equipe.”

Dois rebocadores da FOS com cabo Kapaneema Plus foram usados para fazer o MV Benita flutuar novamente

  • IONIAN SEA FOS: rebocador para manuseio de âncoras de 10.560 BHP / tração de amarração de 102 toneladas
  • CORAL SEA FOS: rebocador para manuseio de âncoras de 9.000 BHP / tração de amarração de 80 toneladas

Ambas as embarcações transportavam um cabo MBL Kapaneema Plus de 300 toneladas, 400 m x 64 mm, fabricado com Dyneema® e produzido pela D. Koronakis S.A. Além das vantagens inerentes da fibra Dyneema® , o revestimento em duas cores do cabo permitiu à equipe identificar e eliminar torções na linha de reboque, ao mesmo tempo em que o núcleo Dyneema® estava protegido.

“Ficamos extremamente satisfeitos não só com a carga de ruptura, mas também com a durabilidade dos nossos cabos Kapaneema Plus”, afirma o Departamento de Engenharia da D. Koronakis S.A. Na verdade, a equipe admite que está surpresa por receber e testar novamente o cabo que mantém suas propriedades originais depois de mais de 10 anos de utilização.

Como podemos ajudar?

Entre em contato com nossos especialistas. Obtenha orientações sobre como Dyneema® pode otimizar seu negócio.

Este site usa cookies para armazenar informações no seu computador

Saiba mais