Nós usamos cookies em nosso site: Cookies são pequenos arquivos de texto que o site armazena localmente em seu computador. Eles permitem que reconheçamos seu computador na próxima visita. Assim, a DSM consegue melhorar a facilidade de utilização do site e ajustá-lo às suas necessidades.

Fechar

Redes para barreiras de peixes coletam vantagens para operadores hidráulicos

As redes feitas com Dyneema® mantêm os peixes fora de represas e turbinas

05 Junho 2014 - 05 de junho de 2014 - A energia hidroelétrica é uma parte essencial dos esforços para reduzir emissões e garantir energia barata e sustentável. Ela tem boa relação custo-benefício, é comprovada e tem carbono neutro.

A história não tem sido tão bonita para os peixes, todavia. Para eles, a construção de uma represa causa obstáculos logísticos óbvios a suas tentativas de migrar rio acima ou abaixo. Em vez de chegar a seu destino, milhões deles acabam destroçados em turbinas, presos abaixo das represas, ou cozidos em água de reservatórios que é muito quente para eles. Mas existe esperança: o aumento da conscientização e das regulamentações ambientais, além das novas tecnologias de redes de barreira e sistemas de gestão de peixes, estão ajudando a reverter a situação.


Redes para barreiras de peixes mais fortes com Dyneema®

Nos Estados Unidos, a Pacific Netting Products Incorporated (PNP) está ajudando os geradores de energia a reduzir seus custos e aumentar a migração de peixes bem-sucedida com redes para barreiras feitas com fibra Dyneema® avançada.

Nos Grandes Lagos, em Michigan, por exemplo, a empresa fabricou e instalou a rede para barreira mais longa do mundo, com aproximadamente 2,5 milhas (4 km) para proteger peixes. Na Represa Bagnall, no Missouri, as redes da PNP feitas com Dyneema® foram escolhidas no lugar das de nylon porque elas têm menor probabilidade de ruptura. Isso é crucial porque, em um determinado ponto, a rede está a apenas 40 pés (13 metros) da entrada de uma turbina e a ruptura poderia levar à rede ser sugada para dentro da turbina. As redes da PNP feitas com Dyneema® também permitiram ao operador da planta reduzir a frequência das inspeções por ROV (veículo operado remotamente) de mensal para trimestral, já que as redes têm demonstrado ser tão resilientes. Isso diminuiu os custos de inspeção por ROV em 25%.


O uso de redes para barreira de peixes com Dyneema® reduziu as inspeções por ROV em 25%


Sistema inovador de passagem de peixes a jusante

Em outro exemplo, no estado de Washington, as redes da PNP com Dyneema® estão sendo usadas como parte de um sistema inovador de passagem de peixes a jusante no rio Baker, que é represado em dois lugares. A combinação de redes feitas com Dyneema® e um coletor de superfície flutuante aumentaram a migração bem-sucedida dos peixes de 300.000 para 650.000 por ano, com mais aumentos sendo esperados. O sistema consiste em mais de cinco acres (2 hectares) de redes feitas com Dyneema® que param os peixes que ficam presos nas entradas das turbinas, ao mesmo tempo em que os guia para dentro do coletor para serem transportados para adiante ao redor da represa.

Veja o que os profissionais de geração de energia e aquacultura dizem sobre o uso de redes para barreira de peixes com Dyneema® nesse vídeo da Pacific Netting Products Incorporated.

Contate nossos especialistas

Receba orientação sobre como a Dyneema® pode otimizar seu negócio.