Uma maior ingestão de vitamina D na infância poderia ajudar a acabar com a epidemia global de diabetes?

Por: Daniel Raederstorff, principal scientist at DSM Nutritional Products

Uma maior ingestão de vitamina D na infância poderia ajudar a acabar com a epidemia global de diabetes?

Resumo

  • O diabetes é um problema global que pode ter implicações de longo prazo para a saúde, incluindo a saúde dos olhos e do coração  
  • A causa do diabetes tipo 1 não está clara, mas a genética e a baixa ingestão de vitamina D foram associadas a um aumento do risco  
  • Pesquisas destacam que aumentar a ingestão de vitamina D durante a infância pode reduzir significativamente as chances de desenvolvimento de diabetes tipo 1  

O número de pessoas que vive com diabetes no mundo todo está crescendo rapidamente, com uma estimativa de 422 milhões de adultos afetados em 2014 em comparação com 108 milhões em 19801. Um problema sério por si mesmo, o diabetes pode também causar diversos problemas de saúde adicionais, como a perda da visão. Ele também está intimamente ligado à saúde do coração e contribui para a elevação da pressão e do colesterol, e ambos são fatores de risco para ataques do coração2. Aproximadamente 90-95% são casos do tipo 2, que pode ser prevenido e/ou tratado com alterações do estilo de vida. O diabetes tipo 1, no qual o organismo não produz nenhuma insulina, é uma doença autoimune, o que significa que as causas são muito mais difíceis de determinar3.

O combate ao diabetes 

Por muitos anos, pesquisadores investigaram os fatores de risco por trás do diabetes tipo 1. Acredita-se que a genética tem um papel no desenvolvimento da doença, com parentes de primeiro grau apresentando probabilidade significativamente maior de um diagnóstico do que indivíduos sem parentesco4. Além disso, o leite de vaca, infecções virais e baixos níveis de vitamina D no sangue foram sugeridos como gatilhos em potencial5.

Começar cedo: a vitamina D na infância

Um recente estudo observacional examinou o efeito da vitamina D em crianças identificadas como possuindo risco genético mais elevado6. Mais de 8.000 pessoas foram observadas na pesquisa, que ocorreu em seis locais nos Estados Unidos e na Europa. Os resultados revelaram que uma ingestão mais elevada de vitamina D na infância foi associada a um risco menor de desenvolvimento de diabetes 1 entre as crianças.

Soma-se isso a um grande conjunto de evidências científicas existentes em apoio ao papel da vitamina D, especialmente em forma de suplemento, protegendo os jovens contra o diabetes7,8. O EURODIAB Substudy 2 Study Group, por exemplo, foi um estudo que coletou dados de 820 pacientes e 2.335 sujeitos de controle por toda a Europa. As descobertas destacaram consistentemente que a suplementação de vitamina D pode ter um efeito preventivo na infância e que a vitamina D ativada pode contribuir para a modulação imunológica em pessoas suscetíveis9.

Também há pesquisas que indicam que a vitamina D pode ter um papel no tratamento de complicações de saúde associadas ao diabetes tipo 1, tais como a disfunção endotelial (referente ao revestimento interno dos vasos sanguíneos). Um estudo recente examinou os efeitos da suplementação com vitamina D em adolescentes já diagnosticados com diabetes tipo 1 e mostrou que o tratamento com o nutriente foi associado a uma melhora da função endotelial, assim como a uma redução da expressão de marcadores urinários de inflamação, sem efeitos negativos aparentes10.

O aumento dos níveis de vitamina D 

É importante que os indivíduos entendam as melhores maneiras de aumentar seus níveis de vitamina D. Ainda que uma dieta saudável e balanceada possa oferecer uma grande proporção da ingestão diária recomendada de muitos nutrientes, a vitamina D não é presente naturalmente em muitos alimentos. Frequentemente chamada de a “vitamina do sol”, ela é sintetizada na pele após exposição ao sol. Contudo, no caso de pessoas que passam muito tempo em ambientes fechados ou cobertas, e especialmente no caso daquelas que vivem em áreas com exposição limitada ao sol, a deficiência é mais provável.

É importante que os indivíduos entendam as melhores maneiras de aumentar seus níveis de vitamina D. Ainda que uma dieta saudável e balanceada possa oferecer uma grande proporção da ingestão diária recomendada de muitos nutrientes, a vitamina D não é presente naturalmente em muitos alimentos. Frequentemente chamada de a “vitamina do sol”, ela é sintetizada na pele após exposição ao sol. Contudo, no caso de pessoas que passam muito tempo em ambientes fechados ou cobertas, e especialmente no caso daquelas que vivem em áreas com exposição limitada ao sol, a deficiência é mais provável   . Nesses grupos, alimentos ou suplementos fortificados podem oferecer um método simples, seguro e eficaz de aumentar a ingestão de vitamina D. Um estudo da DSM tentou descobrir como suplementos nutricionais são vistos por profissionais de saúde da Europa e descobriu que a vitamina D é o suplemento mais recomendado a pacientes, especialmente por clínicos gerais11. Isso é positivo, mas não está relacionado especificamente à prevenção do diabetes, e é improvável que as recomendações alcancem aqueles sem os problemas de saúde existentes que os levaram a buscar assistência médica. Informações adicionais, especialmente para pais de crianças pequenas sob risco, são fundamentais para aumentar a ingestão de vitamina D globalmente para proteger contra o diabetes. Gestantes com diabetes tipo 1 também podem se beneficiar do recebimento de conselhos sobre a suplementação com vitamina D, e novas pesquisas indicam uma associação entre a ingestão insuficiente e um aumento das chances de parto prematuro12.

Publicado

16 Novembro 2017

Tags

  • Vitaminas
  • Crianças
  • Início da vida
  • Suplementos alimentares
  • Nova ciência
  • Artigo
  • P&D

Compartilhar

10 minutos de leitura (mínimo)

Conteúdo relacionado

Cadastre-se para receber nossos boletins informativos

Mantenha-se atualizado sobre ciência, eventos e tendências de mercado mais recentes

Somos sociais

Siga-nos em suas redes sociais favoritas

Descubra mais

Para descobrir mais sobre o papel de soluções nutricionais na prevenção do diabetes e na melhoria da saúde do coração, leia nosso artigo “O papel dos nutrientes no apoio à saúde cardiovascular” (“The role of nutrients in supporting cardiovascular health”).

Referências

[1] World Health Organisation, ‘Global report on diabetes’, 2016. Available at: http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/204871/1/9789241565257_eng.pdf. Accessed on: 6 November 2017.

[2] Diabetes.co.uk, ‘How does diabetes affect the body?’, 2017. Available at: http://www.diabetes.co.uk/how-does-diabetes-affect-the-body.html. Accessed on: 7 November 2017.

[3] Centers for Disease Control and Prevention, ‘At a glance 2016: Diabetes’, 2016. Available at: https://www.cdc.gov/chronicdisease/resources/publications/aag/diabetes.htm. Accessed on: 6 November 2017.

[4] World Health Organisation, ‘Genetics and diabetes’, nd. Available at: www.who.int/genomics/about.Accessed on 9 November 2017. 

[5] M. Knip et al, ‘Environmental triggers and determinants of type 1 diabetes’, Diabetes, Vl 54, 2005.

[6] J. Norris et al., ‘Plasma 25-Hydroxyvitamin D Concentration and Risk of Islet Autoimmunity’, Diabetes, Vol 66, Issue 11.

[7] C. Zipitis, ‘Vitamin D supplementation in early childhood and risk of type 1 diabetes: a systematic review and meta-analysis’, Disease in Childhood, Vol. 93, issue 6, 2008.

[8] E. Hyppönen, ‘Intake of vitamin D and risk of type 1 diabetes: a birth-cohort study’, The Lancet, Vol 358, Issue 9292, 2001, p 1500-03. 

[9] The EURODIAB Substudy 2 Study Group, ‘Vitamin D supplement in early childhood and risk for type I (insulin-dependent) diabetes mellitus’, Diabetologia, vol 42, Issue 1, 1999, p 51–54.

[10] L. Deda, ‘Improvements in peripheral vascular function with vitamin D treatment in deficient adolescents with type 1 diabetes’, Pediatr Diabetes, 2017. Available at: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/pedi.12595/abstract Accessed on: 15 November 2017.

[11] DSM, ‘Perception of nutritional supplements’, 2017.

[12] M.Vestgaard et al., ‘Vitamin D insufficiency, preterm delivery and preeclampsia in women with type 1 diabetes – an observational study’, Acta Obstet Gynecol Scand, vol 96, issue 10, 2017, p 1197-1204.

Saiba como a DSM pode ajudar a sua empresa.

Clique no botão abaixo para entrar em contato e conversar com a gente.

Links rápidos

Alimentos especiais

Conheça enzimas para cozinhar, produzir cerveja, laticínios e mais.

Soluções de benefícios para a saúde

Soluções para suprir as necessidades de saúde e estilo de vida dos consumidores.

Academia de Nutrição

Conheça nossos artigos técnicos, seminários via web e outros recursos educacionais

Site corporativo DSM

Bright Science. Brighter Living.™

Talking Nutrition

Explore nova ciência, consumer insights, eventos do setor e muito mais.

Serviços ao Cliente

Solicitar amostras, fazer pedidos e visualizar a documentação dos produtos.